Página Inicial
| avançada |
Coimbra EditoraLivrarias AssociadasDestaquesComo Comprar  

Registe-se

Email   Password
Homepage - Direito Comercial/Sociedades Comerciais/Valores ...

Secções Temáticas
   
O MÚTUO BANCÁRIO ENSAIO SOBRE A ESTRUTURA SINALAGMÁTICA DO CONTRATO DE MÚTUO

Autores: Miguel Brito Bastos
Local de Edição: Coimbra
Editor: Coimbra Editora
ISBN 978-972-32-2264-7
Editado em: Novembro - 2015
300 págs.
0,47Kg
€ 25,44 € 22,90

O contrato de mútuo representa o paradigma dos contratos de concessão de crédito. Contudo, para além do carácter fragmentário do regime do mútuo estabelecido no Código Civil, a generalidade dos contratos de mútuo bancário apresentam uma complexidade muito superior à do modelo aí consagrado. Para o comprovar, basta pensar na disponibilização do capital em tranches, na indexação da taxa de juro, na vinculação do mutuário ao pagamento de comissões, nas obrigações de reforçar garantias ou de manter seguros, na estipulação de covenants ou na adoção de estruturas contratuais nas quais o mutuário fica vinculado ao pagamento de «prestações» que simultaneamente amortizam e remuneram o capital mutuado.

Por estas razões, são múltiplos e intrincados os problemas relativos à validade e à perturbação superveniente dos mútuos bancários que não encontram uma resposta linear nas fontes. O presente estudo visa identificar critérios para a resolução desses problemas, em coerência com o regime do contrato de mútuo, com o regime geral do incumprimento das obrigações e com o regime dos juros remuneratórios nas operações de crédito. Para o efeito, mostra-se fundamental indagar da relação existente entre a disponibilização do capital pelo mutuante e a sua remuneração pelo mutuário. Esta – defende-se – reconduz-se aos moldes do sinalagma.


Clique na imagem seguinte para visualizar o índice completo da Obra




 

www.coimbraeditora.net
   
Powered by IBT Livraria Juridica. Todos os direitos reservados.